Monthly Archives

setembro 2016

Massafera solicita recurso para aumento de leitos da Santa Casa

By | Notícias | No Comments

Texto e foto: Ary Costa Pinto

 

O deputado estadual Roberto Massafera acompanhou a direção da Santa Casa de Araraquara para uma reunião com o secretário-adjunto de Saúde do Estado de São Paulo, Wilson Pollara. Eles solicitaram o aumento do número de leitos e recursos para sua implantação.

Entre os presentes estavam o provedor da Santa Casa, Valter Curi, os diretores Jader Pires e Marcos Brandão; os diretores do CROSS (Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde), Domingos Nápoli; da Federação das Santas Casas do Estado de São Paulo, Edson Rogati; e da DRS III de Araraquara, Toninho Martins.

Foi discutida a liberação de recursos para instalação de 30 leitos de retaguarda e de mais 15 leitos de UTI com previsão de investimentos da ordem de R$ 5 milhões entre equipamentos, mobiliário, reformas e adequações físicas.

A ampliação dos leitos já foi aprovada, mas o governo federal não liberou recursos para sua implantação. Os novos leitos permitiriam a realização de um número maior de atendimentos e também elevaria as receitas do hospital. A diária dessas UTI’s é de cerca de R$ 800. O secretário Wilson Pollara se comprometeu a ajudar a Santa Casa a financiar os novos leitos.

O deputado Roberto Massafera destaca que os hospitais folantrópicos estão conseguindo sobreviver a falta de recursos do SUS graças ao programa de apoio do governo do Estado, o Pró-Santas Casas. Assim, o governador Geraldo Alckmin tem contribuído para manter o equilíbrio financeiro nas contas deficitária do SUS. Os repasses do Ministério da Saúde são insuficientes e os valores pagos por procedimentos médicos estão congelados há mais de uma década.

Massafera lembrou ainda que a região de Araraquara tem sido beneficiada com recursos estaduais. As Santas Casas de Araraquara e São Carlos estão enquadradas como hospitais estruturantes; Matão como estratégico e os hospitais menores como Nova Europa, Tabatinga, Itápolis e Ibitinga são hospitais de apoio.

A lógica do programa remunera melhor os hospitais estruturantes em casos de alta complexidade; e estimula que casos de menor gravidade sejam enviados para os hospitais menores que também são melhor remunerados.

 

 

 

 

Massafera homenageia centenário do Instituto de Engenharia de São Paulo

By | Notícias | No Comments

Texto: Ary Costa Pinto

Foto: Roberto Navarro (AI Alesp)

 

Por iniciativa do deputado estadual Roberto Massafera, o Instituto de Engenharia de São Paulo será homenageado em sessão solene na Assembleia Legislativa de São Paulo por ocasião do seu primeiro centenário de vida que será completado no dia 13 de outubro próximo.

A solenidade acontece no dia 24 de outubro às 20 horas na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e contará com a presença de decanos e notáveis da engenharia paulista. Roberto Massafera destaca que a arquitetura e a engenharia contribuem muito para o desenvolvimento econômico do País.

A missão do Instituto é promover a engenharia em benefício do desenvolvimento e da qualidade de vida da sociedade. Projetos como o uso do álcool como fonte de energia, o primeiro avião nacional e o metrô de São Paulo foram idealizados e acompanhados pelo Instituto de Engenharia.

O parlamentar acredita que o centenário da entidade é uma boa oportunidade para que os profissionais da área debatam os desafios ligados à engenharia nacional e apresente soluções para que o setor volte a crescer e ajudar o Brasil.

 

Licitações – Na avaliação de Roberto Massafera, o Instituto ainda tem muito a contribuir. Um dos maiores entraves na política de obras públicas, por exemplo, é decorrente da Lei 89/72 e da Lei 8666/93 que regulam as licitações para contratação de empresas.

O parlamentar critica as contratações a partir de um projeto básico de engenharia. Massafera defende que os editais de licitação exijam a apresentação de um projeto executivo detalhado da obra.

Ele lembra que as obras da Copa do Mundo e da Olimpíada, por exemplo, foram contratadas sob o Regime Diferenciado de Contratação (RDC) que permitiu a contratação de obras gigantescas sem obedecer às leis das licitações.

Como engenheiro e ex-prefeito de Araraquara (1993-1996), Roberto Massafera vê uma única solução para moralizar as licitações. “Precisamos alterar a lei e exigir o projeto executivo detalhado da obra; prever todos os projetos estruturais, elétrico e hidráulico, para que não haja desvios

Massafera acompanha CPI da Merenda

By | Notícias | No Comments

Texto: Ary Costa Pinto

Foto: Douglas Braz

 

O deputado Roberto Massafera acompanhou os trabalhos da CPI da Merenda Escolar ocorridos na quara-feira (14), na Assembleia Legislativa de São Paulo, convocada com a finalidade de ouvir o deputado Fernando Capez, presidente do legislativo paulista.

Ao final da sessão o deputado Massafera opinou que a condução dos trabalhos da CPI segue os parâmetros legais e está aprofundando as investigações sobre a organização criminosa que se formou para desviar recursos do s Estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul e de prefeituras desses estados.

O parlamentar ainda esclareceu que o governador Geraldo Alckmin também tomou todas as medidas legais necessárias, desde que o caso foi revelado, para chegar aos culpados, instalando sindicâncias internas nos órgãos envolvidos. O MP também instaurou inquéritos para apurar as responsabilidades.

A CPI da Assembleia está em progresso e o relatório que será produzido ao final das apurações será encaminhado ao Judiciário para as medidas punitivas.

Massafera comemora quarto lugar de Araraquara em eficiência na gestão

By | Notícias | No Comments

Texto: Ary Costa Pinto e Douglas Braz

Foto: Douglas Braz

 

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, o deputado estadual Roberto Massafera comemorou o ranking de Araraquara, quarta melhor gestão municipal do País entre as cidades de médio porte.

O ranking é resultado de pesquisa feita pelo Datafolha e jornal Folha de São Paulo. Araraquara se destacou entre as cidades com população entre 200 mil e 500 mil habitantes. O estudo analisa a gestão dos municípios segundo critérios como Orçamento, Educação, Saúde e funcionalismo.

De um total de quase 5,3 mil municípios avaliados, apenas 24% apresentaram gestão eficiente. Araraquara ficou na 4ª posição do Brasil e na 2ª do Estado de São Paulo.

“Os municípios estão lidando com grave dificuldade financeira e queda de arrecadação. A população, desempregada, está recorrendo cada vez mais aos serviços públicos. O resultado de Araraquara mostra que a cidade está aplicando bem os parcos recursos disponíveis”, considerou Massafera.

O parlamentar lembrou ainda que Araraquara contou com a ajuda do governador Geraldo Alckmin em investimentos importantes como na atração de empresas como a Hyundai e a Randon; na saúde como na Gota de Leite e Centro de Diagnóstico por Imagens da Santa Casa; e da Educação como a construção de creches, escolas e Fatec.